quarta-feira, 4 de março de 2009

O valor da amizade


De vez em quando ponho-me a pensar: mas afinal o que é um amigo? Qual é o verdadeiro significado da amizade? E digo sinceramente: não sei responder. Olho em volta e vejo que tenho... conhecidos.
Lembro-me que quando fui para e escola escolhi logo uma colega para " a minha melhor amiga". Hoje apesar de morarmos relativamente perto, não nos encontramos, e tavez nos tenhamos afastado por causa do feitio dela.
Depois escolhi outras amigas. Tinhamos até organizado um grupo de teatro. Foi engraçado representarmos e brincarmos juntas. Cada uma foi para seu lado, seguimos os nossos destinos académicos, profissionais e pessoais. Mas quando os encontramos somos apenas conhecidas. O tempo foi passando, amigos novas surgiram, outras foram passando a conhecidos. Hoje pergunto-me: terei realmente algum amigo? Daqueles mesmo amigos? Não sei. Talvez possa ser o meu feitio... talvez o meu orgulho... talvez as minhas escolhas pessoais... mas o que faz um amigo senão respeitar, comprender e tolerar o amigo? Não tenho aquele amigo a quem eu telefone e leve horas a falar, a contar as banalidades do dia-a-dia. Aquele amigo a quem telefonamos a convidar para sair, ir ao cinema, ir jantar, ou simplesmente passar bons momentos. Aquele amigo que apesar de estarmos algum tempo sem falar sabemos o que vai dizer. Não sei... talvez por causa da agitação do dia-a-dia, as correrias, o stress, a crise...
e quando sentimos que esse amigo nos está a evitar? Eu sinto-me a remar contra a maré e por me sentir tão cansada deixo o barco navegar sozinho...
Mas no meu barco ainda há alguns amigos, são poucos, mas são aqueles que se não podem num momento no outro lembra-se de nós. São poucos, isso são...


Amigo
Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra «amigo».
«Amigo» é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo,
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
«Amigo» (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
«Amigo» é o contrário de inimigo!
«Amigo» é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado,
É a verdade partilhada, praticada.
«Amigo» é a solidão derrotada!
«Amigo» é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
«Amigo» vai ser, é já uma grande festa!
Alexandre O’Neill, in No Reino da Dinamarca

3 comentários:

maria-joão disse...

Eu tinha este poema num qualquer livro da escola primária ou talvez do ciclo.

E amigos... na escola pensamos que temos, mas depois com as "ramificações" da vida, os caminhos diferentes, enfim, lá está a tal historia dos conhecidos.
Os verdadeiros amigos, são aqueles para quem deixamos de ter tempo, que só vemos de vez em quando e por vezes passageiramente mas... que voltarão com toda a disponibilidade na hora da desgraça. Por vezes, não reencontrar velhos amigos significa apenas que está tudo bem.

°•.♥.•°.Paikinha.°•.♥.•° disse...

Olá Tita, muito obrigada pelo mimo de aniversário , gostei muito de todo o que me enviaste. Também te quero agradecer pelas tuas pelavras. Beijoca Grande!

Cartas a Si disse...

Compreendo o que dizes. Pela minha vida também já passaram muitas pessoas, poucas ficaram, mas aquelas que ficaram são merecedoras da palavra Amigo. Não são os que apenas me convidam para sair, para ir a festas ou ao cinema, são aqueles que às vezes me dizem aquilo que não quero ouvir, porque sabem que é para o meu bem, são os que sorriem comigo mas os que também choram comigo quando eu choro. São a família que eu escolhi.

Por vezes estamos tão focados no nosso próprio sofrimento, ou fazemos escolhas que nos afastam dos nossos amigos. Outras vezes somos tão orgulhosos que não vemos que nos estão a estender a mão para ajudar e acabamos por acusar os outros de se afastarem de nós.

A amizade é uma planta que requer muitos cuidados, se não cuidarmos bem dela, murcha e às vezes é difícil recuperar.

Tenho a certeza que se olhares bem em volta vais ver que tens bastantes amigos, precisas é deixá-los chegar perto. Pedir ajuda não é vergonha nenhuma, assim como admitir que erramos, isso só nos torna mais fortes. O caminho de casa de um amigo até nossa casa é o mesmo que de nossa casa até casa do amigo, não te esqueças disto.

Um abraço